I Conferência Monárquica Internacional

Alemanha ♦ Brigância ♦ Escandinávia ♦ Escorvânia
Espanha ♦ Itália ♦ Portugal

Praga, Alemanha
19 de maio de 2019

Mensagem à Comunidade Internacional sobre
a refundação da Organização das Micromonarquias Lusófonas

Senhoras e senhores,

1. Ao longo das últimas semanas, a Coroa e o Serviço Diplomático alemães foram procurados de forma recorrente por Governos aliados e parceiros que demonstraram urgente interesse em estimular o entendimento e estabelecer conversas com o intuito de reconstruir em bons termos as relações internacionais em nosso subsistema lusófono. Os argumentos apresentados por todos os lados ressoaram profundamente em nossa histórica disposição de promover a tarefa contínua que é a edificação de um ambiente multilateral pautado pelo respeito à soberania e pela cooperação internacional.

2. Em meio aos diversos eventos que nos últimos três anos afetaram sobremaneira a estabilidade de nosso hemisfério verifica-se tendência a se empreender ações de Estado que promoveram ou tentaram promover alterações anormais nas estruturas de poder internacional, e que contribuíram para na prática normalizar o excesso tanto como proposta quanto resposta. Contudo, ainda que a coerção seja mecanismo útil e até usual à política externa, reconhecemos que deva ser aplicado de forma comedida e excepcional, certos de que a violência não pode ser utilizada indiscriminadamente como instrumento estruturante de relações internacionais, ou arriscamos ver dissolvidos de forma irrecuperável os laços históricos que nos unem a todos. 

3. Diante da necessidade imediata de agirmos em concerto para recompor a concórdia e a paz, dias atrás lançamos a ideia de refundar a Organização das Micromonarquias Lusófonas – OML -, organismo internacional originalmente estabelecido em 2002 que buscava possibilitar a condução de todo tipo de debate que fosse do interesse das monarquias da época de forma franca e civilizada. A OML foi a primeira organização internacional de que a Alemanha tomou parte, a convite do então Representante da Organização, Sir Igor Mac Cord do Cordial Reino de Kelterspruf, célebre e saudoso diplomata lusófono, juntando-nos aos quadros da Casa ao lado de países como o Principado de Sofia, o Reino da Normandia, os Sacros Impérios de Reunião e de Westerland e tantos outros que nestas quase duas décadas passaram à História.

4. Neste último domingo, reuniram-se em Praga os chefes de Estado de Itália, Escandinávia, Portugal, Escorvânia, Espanha, Brigância e Alemanha para oficializar o restabelecimento da OML e discutir pontos preliminares respeitantes à condução da Casa. A Carta da Organização, seu estatuto funcional, já foi finalizada e deverá ser ratificada pelos países participantes desta I Conferência Monárquica Internacional, bem como por futuros Membros que procurarem se associar à instituição. A Alemanha assumirá o posto de Representante da Organização, presidência ocupada em regime de rodízio bimestral, e também decidimos estipular que o Representante poderá ao início de seu mandato indicar um Secretário que lhe auxilie nas tarefas administrativas da Organização – para tanto nomeamos o 81º Burgrave de Praga, chefe da diplomacia alemã. Nas próximas semanas, instituiremos para a organização seu sítio e seu fórum oficiais, para que os trabalhos do Plenário possam ser devidamente iniciados com a recepção das diversas delegações que o comporão, e abriremos a OML para recepção de novos Membros.

5. A recondução da Organização das Micromonarquias Lusófonas serve como necessário ponto de inflexão nas contemporâneas e conturbadas relações internacionais de nosso hemisfério. Ocupando a chefia rotativa da organização, a Alemanha se compromete a alavancar o relacionamento entre seus Membros, fomentando a resolução dos presentes distúrbios e procurando consolidar a OML como sede primária de cooperação e coordenação dos interesses comuns existentes entre nossos países, estabelecendo o momento de definição e início de um novo paradigma para a diplomacia lusófona. Agradecemos a todos os chefes de Estado que deram seu suporte a esta iniciativa, e contamos com o apoio e contribuição de todos os Membros da organização para realizarmos uma gestão positiva, construtiva e eficiente.

Saudações alemãs,

Guilherme da Alemanha
Representante da OML