Dortmund, 26 de janeiro de 2020.

Mensagem de Sua Sereníssima Alteza Imperial, o Príncipe Bruno da Vestfália,
por ocasião de sua posse como Representante da Organização das Micromonarquias Lusófonas

 

Sua Alteza Real, o Príncipe Neimar de Treviso,
Sua Germânica Majestade Imperial, o Imperador Guilherme III Luís da Alemanha,
Sua Majestade, o Kfah Abbas da Escorvânia,
Sua Majestade Real, o Rei Biorno IV dos Nórdicos,
Senhoras e senhores,

1. Por ocasião de minha posse como Representante da Organização das Micromonarquias Lusófonas para o exercício do mandato assinalado ao Império Alemão, registro em primeiro lugar minha satisfação por merecer, uma vez mais, a confiança de Sua Majestade Imperial, Guilherme III Luís dos Alemães, inconteste liderança do micronacionalismo lusófono.

2. Auspiciosos ventos sopram para nos dirigir ao glorioso porvir. A refundação da OML, projeto patrocinado por Estados monárquicos com distintos lastros ideológicos e diferentes modos de organização, reflete nossa vocação para trabalharmos juntos.

3. Diante de nós, múltiplos são os desafios revelados pela acelerada transformação da infraestrutura em que nos inserimos. Ao mesmo tempo em que reafirmamos firmemente o conjunto ideológico sobre o qual deitou raízes a lusofonia, a obsolescência da prática micronacional em face das constantes mudanças nas relações sociais vituais e os flertes com a acomodada autorreferência são perigos que nos rondam.

4. As soluções para essas questões — e para muitas outras que nos aguardam logo ali, na esquina da história — não serão dadas, tampouco construídas com facilidade. O esforço que nos será exigido é vultoso. As tarefas demandam empenho pessoal e coletivo; sua execução escapa às fronteiras de nacionalidade.

5. O que nos une na prática micronacional não é outra coisa senão a vontade de construir, o afã de legar aos que nos sucedem um espaço de desenvolvimento pessoal em várias de suas dimensões. Não podemos nos afastar desse ideal.

6. Mas isso é pouco. É nosso dever disseminar os valores de democracia, pluralismo, seriedade, respeito à diversidade e incentivo à participação que tantos nomes receberam ao longo de nossa história. Somos o resultado da depuração e da decantação de conceitos tão tradicionais como o “verdadeiro micronacionalismo” ou o “micronacionalismo saudável”; é essa a tradição que nos orienta e que nos impulsiona para o futuro.

6. A divisa que nos inspira nesse bimestre hoje iniciado não pode ser outra: construir juntos. Por tal razão, todos os Estados-Membros, no curso das próximas semanas, serão convidados a prestar sua colaboração para que o ambiente micronacional volte a ser um espaço efervescente. Faremos chegar a hora em que as ações e os projetos de integração sejam tão eloquentes quanto os tratados e as convenções que nos enlaçam formalmente.

7. Como primeira iniciativa, a Representação da OML anuncia a reformulação total do Portal da OML, que já pode ser acessado pelo endereço http://www.oml.net.br. Futuramente, o Portal incluirá também uma página para a formalização e o acompanhamento dos projetos em execução pela Organização, de modo a preservar a memória institucional e, simultaneamente, prestar contas ao micromundo a respeito das atividades que desempenhamos. Anuncio também, em cumprimento ao artigo 15, parágrafo único, da CDOML, que o Principado da Vestfália cedeu à Conferência Monárquica Internacional o Hörder Burg, em Dortmund, para sediar seus encontros no curso deste mandato.

8. Os ventos de renovação se fazem representar também pela atualização do símbolo da OML, promovida por ninguém menos que Sua Majestade, o Rei Carlos Frederico da Prússia, responsável pelo desenho original em 2003. O primor técnico que caracteriza o trabalho de Sua Majestade reforça o significado do escudo por nós ostentado: somos dos quatro cantos do micronacionalismo, e temos o dever de difundir os valores democráticos e pluralistas consignados na Carta de 2019 aos quatro cantos do micronacionalismo.

9. Os augúrios de novos tempos já se fazem ouvir. Somos convocados a fazer cumprir a profecia. Agradeço de antemão a colaboração de todos na retomada que, juntos, construiremos.

Saudações germânicas,

Bruno da Vestfália
Representante da OML